CALANGOTANGO não é um blog do mundo virtual. Não é uma opinião, uma personalidade ou uma pessoa. É a diversidade de idéias e mãos que se juntam para fazer cidadania com seriedade e alegria.

Sávio Ximenes Hackradt

17.12.12


Carlos Roberto de Miranda Gomes, advogado e escritor          

Uma vez despejados da Livraria Universitária, algum tempo depois nos reencontramos na Livraria Potylivros da Rua Felipe Camarão, que agregou parte dos mesmos confrades - Manoel Onofre Junior, Bob Furtado, Gilvan, Inácio, Carlos Gomes, Soares dos Anjos e seu irmão Jeová, e ganhou outros, como Elvira, Palocha, Tarcísio Mota, Homero Costa, José Maria, o Rabino Manoel Moura, Embaixador Fernando Abbott Galvão e, de quando em vez, Antonio Capistrano, Tarcísio Gurgel, Ney Leandro de Castro, Volonté, Bosco Lopes. Longos papos. 

Apesar dessa cordialidade, algumas pessoas se tocaram pelas irreverências comuns das discussões acadêmicas e fomos, mais uma vez, despejados.

Ficamos como órfãos, sem pouso certo, amenizado sempre pelo companheirismo de Abimael Silva, no Sebo Vermelho, que nunca nos faltou e comparece às nossas reuniões festivas levadas a efeito nos finais de ano no Iate Clube.

Não durou muito tempo e fomos convidados por Marconi Macedo, gerente da Livraria Câmara Cascudo e que trabalhara na Universitária e na Potylivros, para continuarmos em nossos encontros num terceiro grupo, com os mesmos Inácio, Bob, Gilvan, Carlos Gomes, Manoel Onofre Junior, Palocha, Manoel Moura, Soares, José Maria, acrescido agora de Manoel Sergio(Juiz), Dr. José Pinto, Pedro Vicente, Edson Gutemberg, Racine Santos, Francisco de Paula Medeiros(Alma de Vaqueiro), o oriental Satoro e, esporadicamente, Volonté, Homero, Ney Leandro de Castro, Antônio Capistrano, Wandyr Villar, Tarcísio Gurgel e outros.

Protegidos por uma redoma de vidro, refratária aos “diálogos e monólogos” proporcionados entre, sobretudo, Soares e Gilvan x Onofre e Inácio, sob a batuta paternal do Dr. José Pinto, sempre regados a café, biscoitos, bolachas e bolo – uma mordomia!

É difícil avaliar, com precisão, o bem que fazem essas reuniões. O clima é de permanente coleguismo (desde que não se critique demais o Flamengo e o ex-Presidente Lula). A igualdade impera – todos tem o direito de falar e de errar também. As fofocas são formidáveis.

Sinceramente, nossas reuniões acalmam, instruem e informam e já estamos preocupados com a reforma do prédio da Livraria Câmara Cascudo, que vai demorar um pouco, nos deixando desalojados por algum tempo. Contudo, vem aí o recesso de fim de ano e tudo deverá voltar como d´antes, no quartel de Abrantes.

0 comentários:

Postar um comentário

Estação Música Total

Últimas do Twitter



Receba nossas atualizações em seu email



Arquivo