CALANGOTANGO não é um blog do mundo virtual. Não é uma opinião, uma personalidade ou uma pessoa. É a diversidade de idéias e mãos que se juntam para fazer cidadania com seriedade e alegria.

Sávio Ximenes Hackradt

30.11.12


Por Gustavo Maia - @GustavoMaia1

Você já parou pra pensar se sua empresa tem mais compradores ou mais clientes? Aquelas pessoas que vem até sua empresa atraída por uma propaganda ou mesmo por recomendação de um amigo e fazem uma primeira compra na sua empresa eles são meramente compradores. Cliente é quem volta!

Obviamente que nesse momento da primeira compra a empresa teve sua grande e talvez única oportunidade de prestar um serviço tal que encante essa pessoa. No entanto a pessoa que foi na empresa e comprou uma vez ele é comprador, se o atendimento prestado foi diferenciado, existe a possibilidade de esse comprador voltar e compra novamente da sua empresa, aí sim ele se tornará um cliente ou até mesmo um seguidor.
Quem compra uma vez é comprador, quem volta é cliente.

Você já parou para pensar se a sua empresa consegue transformar compradores em clientes?

Por Rodolfo Alves - @RodolfoAlves84 - Publicitário e Esp. Gestão Pública 


Não é a primeira vez que escrevo sobre a #NossaPontaNegra (praia).

Ponta Negra, como todo mundo sabe, é a principal praia da nossa capital (apesar de não parecer). Sua extensão cobre o trecho mais nobre da cidade: o calçadão de Ponta Negra.

E já que eu toquei nesse assunto, vou logo falando do lado negativo desse fato: o calçadão da praia de Ponta Negra é uma daquelas lendas urbanas de nossa capital, ao lado do Parque da Cidade e da Cidade da Criança. O calçadão da praia de Ponta Negra já sofreu inúmeras reformas de uma ponta a outra, mas está sempre “inacabado”. A última obra de revitalização e reconstrução da orla, iniciada, retomada, reparada e nunca foi totalmente concluída (sem falar em outros aspectos como os quiosques).

Mas nem o descaso político (entre Governo do Estado e a prefeitura do Natal) deveria atrapalhar a relação do com a sua praia mais interessante: Ponta Negra (cujas águas são mais apropriadas para banho) vale a pena dizer.

29.11.12


A Síntese de Indicadores Sociais 2012 tratou, pela primeira vez, da situação dos direitos humanos no país. Dentro dessa análise, trouxe dados sobre violência contra a mulher, usando informações do Ligue 180, serviço de denúncias da Secretaria de Políticas para as Mulheres da Presidência.

O Globo

Segundo o estudo, dos registros de violência contra a mulher, em 74,6% dos casos, o agressor é o cônjuge, namorado ou companheiro; em 66,1% dos casos, os filhos presenciam a violência; em 52,9%, a mulher percebe risco de morte; em 58,6%, a violência ocorre diariamente; em 38,9%, a violência ocorre desde o início da relação; e em 40,6%, a relação dura 10 anos ou mais. 




A Argentina iniciou nesta quarta-feira o maior julgamento desde a anulação, em 2003, das leis de anistia para os crimes cometidos durante a última ditadura militar no país (1976-1983). Ao todo, 68 ex-militares e civis respondem por 798 acusações de sequestros, torturas e homicídios relacionadas à Escola de Mecânica da Marinha (Esma), maior centro de detenção ilegal na ditadura - inclusive os chamados “voos da morte”, nos quais dissidentes eram atirados no mar.

O Globo

Os principais acusados são os ex-capitães da Marinha Alfredo Astiz (conhecido como Anjo da Morte), Ricardo Cavallo e Jorge Acosta, já condenados em 2010 à prisão perpétua em outro processo por tortura e assassinatos na Esma, além de oito ex-pilotos dos voos da morte.

Também está sendo julgado o ex-secretário da Fazenda Juan Alemann, acusado de testemunhar o interrogatório sob tortura do militante Orlando Ruiz, suspeito de participar de um atentado contra o político e cujo paradeiro é desconhecido até hoje. 



De acordo com novo estudo, previsão da ONU está muito abaixo da realidade e oceanos serão elevados em um metro até o fim do século

AFP

A elevação do nível do mar provocada pelo aquecimento global tem ocorrido 60% mais rapidamente do que o estimado em 2007 pelo grupo de climatologistas da ONU, o Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas (IPCC), revelaram cientistas em um estudo que será publicado esta quarta-feira (28).

Atualmente, os mares subiram 3,2 mm ao ano, em média, segundo o estudo realizado por três especialistas em clima e publicado no periódico científico Environmental Research Letters.




De todo o material contendo pornografia infantojuvenil apreendido pelas autoridades na internet, apenas 0,65% das crianças vítimas desse tipo de crime é identificado. Os dados foram apresentados na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) sobre a Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, hoje (28), pelo presidente da SaferNet Brasil, instituição voltada para o monitoramento e combate à pornografia infantil na rede mundial de computadores, Thiago Tavares Nunes de Oliveira.

Agência Brasil

Para a presidenta da CPI, deputada Érika Kokay (PT-DF), “o dado preocupa, pois isto significa que mais de 99% das crianças e adolescentes acabam ficando fora dos serviços de atendimento para esse tipo de violência, e muitas delas continuam sendo vítimas da exploração”.

Oliveira também apresentou dados relativos ao acompanhamento de denúncias de sites com material pornográfico infantil e de redes voltadas para o aliciamento de meninos e meninas pela internet.

Os números mostram que, entre 2005 e 2012, a SaferNet recebeu mais de 3 milhões de denúncias anônimas sobre a divulgação e o comércio de material pornográfico com crianças e adolescentes. São mais de 450 mil páginas, hospedadas em 88 países. As denúncias foram registradas nos sites brasileiros que integram a Central Nacional de Denúncias de Crimes Cibernéticos.

As questões sociais preocupam bem mais o brasileiro do que as questões ambientais, aponta pesquisa do Programa Água Brasil, apresentada ontem (28) durante a Reviravolta Expocatadores 2012, na capital paulista. Temas como aquecimento global, acúmulo e descarte inapropriado de resíduos e contaminação de rio e mananciais são apontados como principais problemas por apenas 7% dos entrevistados. O estudo sobre o nível de consciência da população sobre práticas sustentáveis foi encomendado ao Ibope.

Agência Brasil

Quando questionados sobre os três principais problemas que afetam o país atualmente, os temas mais recorrentes aos entrevistados foram saúde (70%), desemprego (53%), fome (50%), corrupção (42%) e educação pública (39%). Temas relacionados ao meio ambiente ficaram em penúltimo lugar, perdendo apenas para o item economia global, que foi citado por 2% dos entrevistados. Participaram do estudo 2.002 pessoas em todas as capitais e mais 73 municípios, em novembro do ano passado.

Para o coordenador de Programa Educação para Cidades Sustentáveis da organização WWF Brasil, Fábio Cidrin Gama, os resultados indicam que será necessária uma grande sensibilização para mudar a atitude do brasileiro em relação ao tema, especialmente no momento em que o país se organiza para implementar a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS). “A pesquisa mostra que há esperança, mas para essa mudança. A gente vai ter que sensibilizar muito toda a sociedade para que as pessoas assumam [a destinação correta do lixo] como um hábito e um dever de cidadão”, destacou.

28.11.12


O valor mínimo anual a ser gasto por aluno do ensino básico público este ano foi alterado para R$ 2.091,37, segundo portaria publicada no Diário Oficial da União desta terça-feira (27). O montante representa o novo parâmetro de operacionalização do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) para o exercício de 2012.

O Globo

O valor é R$ 5,31 inferior à última estimativa, apresentada em dezembro do ano passado. Segundo a assessoria do Fundeb, a alteração foi feita em função de aspectos como mudanças no número de alunos nas pré-escolas. 




A juíza Gladys Kessler, da Corte do Distrito de Columbia, nos Estados Unidos, determinou que a indústria do cigarro financie uma campanha pública mostrando que, no passado, houve mentiras sobre os riscos do fumo. Os detalhes da campanha e os custos ainda não foram determinados, e as indústrias podem recorrer da decisão.

Renata Giraldi* da Agência Brasil

Segundo a juíza, os fabricantes de cigarros "deliberadamente enganaram o público norte-americano quanto aos efeitos do fumo à saúde" e "intencionalmente desenvolveram cigarros mais viciantes".
No próximo mês, o Departamento de Justiça dos Estados Unidos deve se reunir com os representantes das empresas de tabaco para discutir a forma como serão executadas as instruções nos maços de cigarros, sites, nas emissoras de televisão e rádio, além dos jornais.

*Com informações da BBC Brasil.

Estação Música Total

Últimas do Twitter



Receba nossas atualizações em seu email



Arquivo