CALANGOTANGO não é um blog do mundo virtual. Não é uma opinião, uma personalidade ou uma pessoa. É a diversidade de idéias e mãos que se juntam para fazer cidadania com seriedade e alegria.

Sávio Ximenes Hackradt

30.11.12


Por Rodolfo Alves - @RodolfoAlves84 - Publicitário e Esp. Gestão Pública 


Não é a primeira vez que escrevo sobre a #NossaPontaNegra (praia).

Ponta Negra, como todo mundo sabe, é a principal praia da nossa capital (apesar de não parecer). Sua extensão cobre o trecho mais nobre da cidade: o calçadão de Ponta Negra.

E já que eu toquei nesse assunto, vou logo falando do lado negativo desse fato: o calçadão da praia de Ponta Negra é uma daquelas lendas urbanas de nossa capital, ao lado do Parque da Cidade e da Cidade da Criança. O calçadão da praia de Ponta Negra já sofreu inúmeras reformas de uma ponta a outra, mas está sempre “inacabado”. A última obra de revitalização e reconstrução da orla, iniciada, retomada, reparada e nunca foi totalmente concluída (sem falar em outros aspectos como os quiosques).

Mas nem o descaso político (entre Governo do Estado e a prefeitura do Natal) deveria atrapalhar a relação do com a sua praia mais interessante: Ponta Negra (cujas águas são mais apropriadas para banho) vale a pena dizer.


Sim, porque é da orla de Ponta Negra que a gente geralmente se lembra de falar quando algum turista pergunta como é a nossa cidade. É da praia Ponta Negra que a gente se orgulha quando percebe, visitando outras cidades, que ela dá um banho de beleza em muita “prainha” famosa por aí. É na Praia de Ponta Negra que a gente se abre para confraternizar com quem quer que seja em eventos esportivos, apresentações musicais, artísticas (que faz tempo que não acontece) e todo e qualquer tipo de atividade para o nosso lazer. E, afinal, é na praia de Ponta Negra que a gente se reúne, todos os anos, para se despedir do ano velho e receber, felizes e esperançosos, o ano novo.

Eu até poderia dizer que Ponta Negra poderia ser como Copacabana do Rio de Janeiro. Mas não. Eu não vejo necessidade muito menos vantagem para ser igual a ela. De se comparar com os cariocas para ilustrar as suas semelhanças. Na verdade, eu luto muito contra isso. Desde a minha infância brigo com meu primo pernambucano e que já viajou muito pelo Brasil e pelo Mundo (de Copacabana a Time Square) Nós temos razões e beleza suficientes para não fazer da #NossaPontaNegra uma cópia barata de outros lugares. 

A #NossaPontaNegra hoje sofre com emaranhado de guarda-sóis e cadeiras que se estende por toda a areia da praia extorquindo dos banhistas.

Em #NossaPontaNegra  ainda se ver jogo de futebol de areia, do vôlei de praia, do frescobol, Futevôlei e peteca além de esportas aquáticos e várias outras modalidades de exercícios que se repetem, todos os dias, nas suas areias.

Sem falar no simples exercícios de gente caminhando, correndo ou pedalando no calçadão (apesar de motos e cachorros sem coleira pela areia e também no calçadão).

#NossaPontaNegra também sofre e muito com o fluxo intenso de veículos que circulam, todos os dias, nas ruas estreitas e esburacas ladeiras que dão acesso a praia.

A #NossaPontaNegra ainda por cima sobre com prostituição e o trafico de drogas males que nunca conseguiu se livrar. Pelo menos as águas de Ponta Negra são limpas e próprias para banhos, assim espero.

Tá na hora da gente cobrar pelo alto preço e transtorno para nós mesmos.

Esse é o meu apelo!

1 comentários:

  • TODAS AS PALAVRAS JÁ FORAM DITAS, E NENHUMA AÇÃO TOMADA, JÁ NÃO ACREDITO MAIS NOS POLÍTICOS DIPLOMADOS, QUEM SABE ACOMPANHAR A NATUREZA PARA REDESENHAR UMA NOVA PRAIA PARADISÍACA, SEM POLUIÇÃO, SEM DESTRUIDORES. ESTOU SONHANDO ALTO... TALVEZ... SÓ EM SONHO ENCONTRAREI UMA PRAIA DOS ANOS 60/70.

Postar um comentário

Estação Música Total

Últimas do Twitter



Receba nossas atualizações em seu email



Arquivo