CALANGOTANGO não é um blog do mundo virtual. Não é uma opinião, uma personalidade ou uma pessoa. É a diversidade de idéias e mãos que se juntam para fazer cidadania com seriedade e alegria.

Sávio Ximenes Hackradt

31.3.12


Osama bin Laden passou nove anos fugindo no Paquistão após os atentados de 11 de setembro de 2001 e durante esse período viveu em cinco casas protegidas, tornou-se pai de quatro filhos e pelo menos dois deles nasceram em hospitais públicos. Foi o que disse sua mulher mais jovem, Amal Ahmad Abdul Fateh, de 30 anos, à Justiça paquistanesa.

Estadão.com.br

Em seu depoimento, ela disse ter concordado em se unir a Bin Laden, em 2000, pois "desejava se casar com um mujahedin". Ela foi de avião do Iêmen para Karachi em julho daquele ano e meses depois cruzou a fronteira do Afeganistão para se juntar a Bin Laden e a duas outras mulheres, em sua base em Kandahar.

Os atentados de 11 de Setembro destroçaram a família. Ela retornou a Karachi, onde permaneceu durante nove meses, com a filha recém-nascida. Depois, eles mudaram de casa sete vezes e os contratos de aluguel eram firmados por intermediários, "algumas famílias paquistanesas e o filho mais velho do líder da Al-Qaeda, Saad".

Amal Fateh disse que deixou Karachi no segundo semestre de 2002 e foi para Peshawar, capital da Província de Khyber Paktunkhwa, onde se juntou ao marido. Com a perseguição a Bin Laden por parte dos americanos mais intensa, o terrorista levou a família para uma região montanhosa na zona rural a noroeste do Paquistão e não para as áreas tribais, onde a atenção ocidental estava concentrada. Ali, residiram em duas casas diferentes durante cerca de nove meses.


0 comentários:

Postar um comentário

Estação Música Total

Últimas do Twitter



Receba nossas atualizações em seu email



Arquivo